Rejuvenescimento íntimo da mulher pode devolver vida sexual em pleno

corpo-mulher-rejuvenescimento-mulherO rejuvenescimento íntimo feminino é um dos tratamentos mais procurados no Brasil e nos Estados Unidos. De acordo com um relatório da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética, são cada vez mais as mulheres que se mostram insatisfeitas com a estética da sua zona genital e procuram procedimentos para a remodelar. Em Portugal, o assunto é ainda pouco divulgado, mas as técnicas existentes são das mais avançadas do mundo. Após os partos e com o aumento da idade, é frequente surgirem alterações na zona íntima, tais como manchas, apagamento dos grandes lábios, exposição em demasia dos pequenos lábios, flacidez no introito (extremidade inferior) vaginal ou acumulação de gordura supra púbica. Resultado: a mulher fica com a sua autoestima afetada e sente-se envelhecida sexualmente, o que irá deteriorar a sua vida sexual, influenciando também a do parceiro. Com uma intervenção minimamente invasiva, é possível remodelar e rejuvenescer a zona genital da paciente, devolvendo-lhe as características estéticas e funcionais de uma jovem. Segundo o cirurgião plástico Biscaia Fraga, “para resolver a hipertrofia dos pequenos lábios, é feita uma modelação, retirando parte do seu volume. Consegue-se também a diminuição do introito, através de uma incisão circular. Com esta técnica, é notória uma redução de toda a amplitude genital”. Para inverter a flacidez moderada das paredes vaginais e da musculatura perineal, o médico cirurgião recorre aos Fatores de Crescimento, em detrimento da cirurgia clássica, que retiraria parte das paredes vaginais. “É utilizado o tecido adiposo da paciente, que se vai buscar à zona abdominal, ao qual se associam os fatores plasmáticos de crescimento, a partir do seu sangue. Depois de enriquecido, o tecido adiposo é aplicado por detrás das paredes vaginais, dando-lhes firmeza”. Esta técnica revitaliza e regenera as paredes, por um lado, e reduz o canal vaginal na sua amplitude, por outro.